Mirror Mirror on the Wall…

… Who’s The Fairest Of The Goodreads.

Hoje a Juanitah trás-vos um especial Nora Roberts.

Apesar da falta de criatividade na forma das capas da autora por parte da SdE, temos de admitir que algumas são bem bonitas, não é verdade?
Vou-vos deixar as minhas TOP 3 (embora sem ordem de preferência):
capa_Joias do Sol 2008.ai
Ainda não tive o prazer de ler a trilogia irlandesa, mas mal vi as capas, soube que tinha de a ter!
Jóias do Sol é o primeiro volume, e a sua estória é:
Depois de um casamento falhado e de uma carreira desapontante como professora de Psicologia, a jovem Jude Murray sente-se no limiar de um esgotamento nervoso. Numa fuga desesperada para a frente, decide abandonar Chicago e instalar-se durante alguns meses no chalé abandonado da sua bisavó, na distante e mágica vila de Ardmore, na Irlanda. E cedo se apercebe que a sua vida nunca mais irá ser a mesma. As pessoas, as paisagens e as histórias antigas da Irlanda atraem-na de uma maneira que não consegue compreender. A sua timidez e reserva naturais diluem-se e Jude acredita que finalmente encontrou a paz e, mais importante, que se pode encontrar a si mesma. Mas há mais para encontrar: o amor de Aidan Gallagher, o fascinante, charmoso e divertido dono do pub local. E, com a ajuda dele, os segredos mais antigos de uma terra onde a magia ainda não morreu.
Pontos negativos: A falta de imaginação de forma mantém-se. Esclareçam-se uma coisa: a modelo é a Paris Hilton? blhack!
Pontos positivos: a escolha de cores, a tez iluminada da modelo em contraste com a nebulosidade do cenário de fundo é fantástica.
=_UTF-8_B_Y29yYcOnw6NvIGRvIG1hci5qcGc=_=
No rescaldo da imagem anterior, ao TOP 5 junta-se mais uma desta trilogia.
Desta feita temos o terceiro e último volume da trilogia, O Coração do Mar, cuja sinopse é:
 
Darcy Gallagher sempre acreditou na importância da fé, na força da tradição… e no poder do dinheiro. Sonha em encontrar um homem rico que a apresente a um mundo repleto de glamour e aventura, que acredita ser o seu destino. Trevor Magee, um homem de negócios com antepassados irlandeses, chega a Ardmore com a intenção de construir um teatro… e descobrir os segredos dos seus antepassados. Há muito que não acredita no amor, mas Darcy Gallagher tenta-o como nenhuma mulher alguma vez fez. Ela é maravilhosa, inteligente, sabe o que quer… e ele está mais do que disposto a dar-lho. Mas quando a sua atracção mútua se transforma em paixão, olham para os seus corações e descobrem que numa terra antiga como a Irlanda, o amor tem raízes na própria magia.
Com uma sinopse tão apetitosa, teria de ter uma boa capa a acompanhar, o que certamente aconteceu!
Pontos negativos: aquela bolinha na testa da modelo estraga o “quadro”.
Pontos positivos: uma feliz escolha de cores, e as flores são lindas! A forma como os olhos da modelo são destacados, transmitem uma beleza visual que nos atraí de imediato a atenção.
Fumo_Azul
Embora a sinopse deste livro não me provoque grande fascínio, a capa é outro assunto!
O uso de apenas uma modelo feminina mantém-se, mas o seu enquadramento muda imenso face às restantes.
Antes de vos dar a conhecer o meu parecer, aqui fica a sinopse:
O incêndio que destruiu o negócio da família da jovem Reena Hale mudou a sua vida para sempre. Vizinhos e amigos ajudaram os Hale a reconstruir o que perderam, mas ao testemunhar a beleza destruidora do fogo, Reena decide dedicar-lhe a sua vida. Mas ela não é a única a sentir-se fascinada pelas chamas. Há mais alguém seduzido por esse poder, alguém obcecado não só em conquistar o fogo, mas em o usar para uma vingança brutal. Quando a jovem realiza o sonho de se tornar bombeira, descobre que é o maior desafio que alguma vez viveu… com excepção da sua vida amorosa, claro. Até que conhece Bo Goodnight. Ele é diferente e, agora que encontrou Reena, não a quer deixar ir. Infelizmente há outro homem interessado nela. Alguém que a persegue com uma série de crimes horrendos. E enquanto Reena tenta localizar a origem de tanto ódio contra si, terá que enfrentar um inferno, mil vezes pior do que o fogo.
Pontos negativos: A seriedade da capa contrasta com a habitual leveza e descontracção das restantes capas da autora.
Pontos positivos: A modelo encontra-se de perfil, e não de frente, como é habitual. O estilo vintage da capa, e da modelo é um atractivo e um foco de atenção e uma excelente representação da beleza feminina.
Gostaram?

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Mirror Mirror on the Wall…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s