O Que Eu Penso D… Prazer da Noite

Ficha Técnica:
Título Original – Night Pleasures
Título – Prazer da Noite
Autora – Sherrilyn Kenyon
Editora – Chá das Cinco (Saída de Emergência)
Edição – Novembro 2009
ISBN – 9789898032614

Sinopse:

“Querida leitora,
Alguma vez quis saber como era ser imortal? Viajar pela noite caçando os vampiros que perseguem os humanos? Ter riqueza e força ilimitadas? Essa é a minha vida e é escura e perigosa. Sou herói de milhares, mas ninguém me conhece. E adoro todos os minutos. Pelo menos era o que eu pensava até que, certa noite, acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher conservadora, de camisa apertada de cima a baixo. Ou, no caso de Amanda, abotoada até ao queixo. É inteligente, sensual, espirituosa e não
quer ter nada a ver com o paranormal, por outras palavras, comigo.
A minha atracção por Amanda Devereaux vai contra tudo aquilo que represento. Já para não dizer que, da última vez que me apaixonei, isso me custou não só a minha vida humana como a minha alma. Ainda assim, sempre que olho para ela, dou por mim a desejar tentar de novo. A desejar acreditar que o amor e a lealdade existem. Ainda mais perturbador, dou por mim a perguntar se haverá alguma forma de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes da guerra são profundas, e cujo coração foi ferido por uma traição tão selvagem que não sei se voltará a bater de novo.”

Kyrian da Trácia

Opinião:

O livro de Kyrian, Prazer da Noite, não tem muito a ver com o Amante de Sonho e com muita razão. Aqui começamos a conhecer os Predadores da Noite de fora para dentro e do Passado para o Presente. Foi o passado que mais me comoveu! Eu tinha ficado emocionada com a história de Acheron, mas não podemos dizer que a de Kyrian da Trácia fica muito atrás.
O que mais adorei foi o que Amanda fez para substituir as memórias horríveis do passado de Kyrian! Ele bem que se fartou de sofrer não só no passado como no presente. Por isso todo o desenrolar dos seus medos e fraquezas, o desaparecimento destas com a ajuda de Amanda foram muito emocionantes.
Foi tudo tão sensual, mas ao mesmo tempo cheio de significado e amor. Tal como no final quando Kyrian revive tudo novamente mas agora com Amanda no papel principal. Foi uma cena muito boa, se não a melhor.
Aqui começo a identificar um padrão da escrita e criatividade de Sherrilyn Kenyon. Ela tem esta capacidade de criar empatia e transmitir o sofrimento da personagem com o seu passado e depois apresenta-nos multiplas situações que não só nos fazem relembrar como nos fazer desejar com muita força o final feliz. Depois, finalmente, dá-nos uma cena repleta de sacrificio e provas de amor que nos fazem suspirar ainda mais! Espetacular. 
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s