O Que Eu Penso D… Tempo para Amar


Ficha Técnica:

Título Original – Season of Passion 
Título – Tempo para Amar
Autora – Danielle Steel
Editora – Círculo de Leitores 
Edição –  
ISBN – 9789722518451 

Sinopse:


Kate tinha apenas dezoito anos quando conheceu Tom Harper, uma grande estrela do futebol americano. O amor entre eles foi fulminante e começaram a viver uma idílica história de amor. Infelizmente os pais de Kate — pertencentes à alta burguesia — não aprovam o romance da filha, e quando ela insiste em continuar o namoro expulsam-na de casa.
Tom tudo faz para que ela esqueça a crueldade dos pais, e Kate começa a viver num mundo glamuroso, de luxo e de fama. Tudo corria bem até que a carreira de Tom começa a declinar e ele tenta suicidar-se. O suicídio não é bem-sucedido e como consequência disso, Tom fica paralisado e com a mentalidade de uma criança de sete anos. Grávida e com o marido deficiente Kate sente o seu mundo a desmoronar e todos os seus sonhos destruídos.
Refugia-se no campo com o filho, enquanto o marido é internado numa casa de saúde. Para tentar exorcizar os seus fantasmas, Kate dedica-se à escrita. Graças ao sucesso alcançado pelo livro, Kate é persuadida a empreender uma viagem de promoção, mas será ela capaz de sair do seu isolamento e aceitar de novo o amor que surge na sua vida? 

Opinião:

É vergonhoso dizer que este livro quase que tinha teias de aranha e por isso aqui fica um pedido de desculpas pela demora a quem mo emprestou. Até me admira como é que ela não me acusou de o ter roubado. Mas finalmente já o li e devolvi e surpreendentemente nem desgostei.
Além deste apenas tinha lido Uma Vez na Vida de Danielle Steel e comparando os dois vejo bastantes semelhanças. Não na história, mas na estruturação dos acontecimentos que se resumem a muito drama, muitas desgraças e azares, muitos discursos lamechas que sem dúvida deleitam as românticas incuráveis.
Tal como o primeiro, este também não me seduziu muito. Fui lendo e fui gostando, revirando os olhos em alguns excertos, rosnando numa determinada parte, que me fez passar de gostar para ter em muito baixa conta a personagem Kate!
Concluo por isso, que, ou as obras de Danielle Steel são demasiado trágicas e dramáticas para mim ou então eu e a sua forma de escrever não nos entendemos.
Não é que eu não goste, porque até o li bastante bem, mas este livro e esta história aspiram para suspiros e rostos corados, mas eu apenas me vi a ir lendo, ir imaginando e julgando tudo e todos.
Será que à terceira é de vez? Ou à quarta? Espero que as duas porque tenho cá mais dois livros da escritora e espero mesmo mudar de opinião, ou pelo menos torná-la mais positiva e menos confusa ou incerta.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s