O Que Eu Penso D… Crepusculo de Natal


Ficha Técnica:
Título Original – Twilight Before Christmas
Título – Crepúsculo de Natal (Irmãs Drake nº2)


Autor – Christine Feehan
Editora – Saída Emergência
Edição – 2011
ISBN – 9789896373658
Sinopse:
A romancista bestseller Kate Drake é uma de sete irmãs dotadas de poderes misteriosos. Ao regressar a casa para o desfile anual de Natal da sua cidade do norte da Califórnia, Kate entra no espírito da época e decide abrir uma livraria num histórico moinho encantador mas em ruínas. O condecorado e ex-Ranger Matt Granite, actualmente constructor local, não se importa de trabalhar na casa inegavelmente estranha – não se isso significar ficar por perto de Kate. Existe algo nesta mulher calma e sensual que o atrai profundamente.
Assim que um sismo fende os alicerces do moinho e revela uma cripta, Kate sente que algum segredo com centenas de anos acabou de ser libertado… e que veio para a perseguir. Apesar de Matt prometer protegê-la dia e noite, Kate sabe que terá de convocar todas as suas forças e as das suas irmãs para lutar contra a escuridão que ameaça destruir tanto o Natal como o dom da paixão ardente que o herói da sua cidade natal quer que ela preserve para sempre…
Opinião:
À semelhança do volume anterior, este traduziu-se em algo monótono e extenso. A narrativa é fluida, mas os diálogos continuam forçados e as falas demasiado grande e cheia de pormenores.
O defeito maior é mesmo a repetição. As personagens e o narrador explicam a mesma coisa inúmeras vezes o que reforça a minha opinião da monotonia.
Continuo a gostar da ideia, da temática, das personagens, mas os aspectos negativos prejudicam a história no geral.
Também notei num ciclo repetitivo que piorou tudo muito mais. O nevoeiro e o fantasma nele inserido aparece e desaparece demasiadas vezes! Depois há aquilo entre a Hannah e o policia. Já se percebeu que aquilo é amor e que só vamos descobrir mais tarde, mas todas as quesilias são semelhantes…
Agora eu é que me repito, mas no fim resume-se a isto: o livro é maior e maior é também a falta de interesse. Interesse este que começa em força mas que acaba por desaparecer no meio da história.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s